terça-feira, 26 de junho de 2012

Se.

Se eu falar que te amo, você fica na duvida do sim ou do não? E se eu falar que te adoro, você acredita um pouco? E se... Se eu falar que gosto muito de você? Vai ser pouco? 
Sei lá, acho que era pra ser um gosto ou adoro, mas ta virando tanta vontade de colocar a maldita primeira letra do alfabeto na frente do "m" e consecutivamente antes da letra letra "o", que eu já não sei bem as palavras que eu posso, preciso ou necessito dizer...
Bastaria dizer que sinto? Sim, que sinto.
Sinto falta, sinto saudades, sinto frio sem o seu abraço, sinto vazio sem você do lado.
Será que não é muito cedo pra falar que a eternidade do seu lado seria pouco pra te dar todos os sentimentos que eu tenho guardados no peito JUSTAMENTE pra você?
Sabe, acho que eu to muito piegas, ou virei muito piegas, ou me descobri muito piegas...
Mas no final de tudo, eu só queria que não faltasse o braço no abraço durante as noites que você está tão longe de mim.
Longe fisicamente, claro, pois eu te tenho aqui dentro, sempre, pertinho, dentro do peito, como um sentimento bom que nunca morre, rá.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

É por esse doce

Te ver em cada canto em que eu olho é normal? Meu Deus, esse aperto que dá no peito, essa fadiga que sufoca a voz e essa vontade de sentir um abraço. Será que isso é normal? Será que é normal essa sensação boa que tenho quando penso em te abraçar ou ser abraçado? Não, não precisa nem do abraço, basta saber que você ta bem, que vive... Sabe, eu te desejo tanta fé, te desejo tantos sois, tantos sorrisos e tantas rosas no seu jardim, te desejo todo doce da vida e toda a felicidade tambem, sabe, você veio invadindo meu peito, meu coração e meu mundo, assim, como se fosse uma simples avenca, rala, uma samambaia caida e sem agua e quando eu menos me preocupei em te aguar, regar ou dar carinho, você cresceu, do dia pra noite, surgiu uma cerejeira de cores, flores e sentimentos aqui dentro e foi por isso que eu fiz meu telhado mais alto e mais forte, foi por isso que eu mudei de casa e de mundo e é por isso que eu...

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Embarcando no amor

Como eu fui deixar isso acontecer, isso de me apaixonar por você. Era pra você ser mais um estranho qualquer, um amigo em comum, um pingo no i ou um s, solto entre vogais, mas não.

quinta-feira, 14 de junho de 2012

mA-u-Gosto.

Agosto vai chegando, o coração vai apertando e a voz vai falhando, dai eu me pergunto: Será agosto deveras o mês do desgosto?? Ou isso não passa de mais uma rima tosca que o povo inventa?? Mesmo assim, prefiro não arriscar, então eu te peço agosto, não me traga MUITO desgosto, sei lá, faça seus estragos e se vá, mas te peço, alem de tudo eu te peço, não estrague o sorriso e nem o coração.

Como é que se diz mesmo???

Se você gostar de alguém, ou amar alguém, fale... fale mesmo que seja meloso, mesmo que seja exagerado, fale mesmo que assuste, fale mesmo sendo ridículo e infantil, pois se a pessoa sentir o mesmo por você, toda essa coisa melosa, excessiva e ridícula, todo esse lance "piegas", não vai passar de uma maneira própria, simples e bonita de falar um futuro "eu te amo".

Força

Porque quando é pra ser assim, a gente pula de corpo e alma. E dai se no final das contas, o salto apenas te render machucados e cicatrizes? Cada tombo é um aprendizado e você sempre levanta machucado e esfolado, mas levanta mais forte também.
Ocorreu um erro neste gadget